Objetivos do curso

O curso visa dotar os formandos de preparação técnica teórica e prática de forma a desenvolverem competências que lhes permitam trabalhar nas especialidades de ventilação, climatização e refrigeração.

Destinatários

O curso está direccionado a qualquer pessoa que pretenda iniciar-se na área da ventilação, climatização e refrigeração quer de sistemas domésticos, quer de sistemas profissionais de pequena / média dimensão.

Este curso é igualmente adequado para pessoas que, tendo já alguma experiência profissional no ramo, seja pela vertente técnica, seja pela vertente comercial, pretendam aprofundar, estruturar e sistematizar os seus conhecimentos.

Pré-Requisitos

Para a frequência desta formação não são exigidos pré-requisitos especiais, sendo apenas recomendada a frequência anterior do ensino secundário, ou experiência prática em contexto profissional.

Perfil Dos Formadores

Como é norma nos cursos do INEPI, os formadores conjugam uma relevante formação académica com uma experiência profissional prática e efectiva, sendo profissionais deste sector de actividade, com um conhecimento muito directo e prático das necessidades efectivas com que os formandos se confrontarão num contexto real de trabalho.

Estruturação Pedagógica

O curso tem uma estrutura linear, estando dividido em unidades pedagógicas, e é ministrado de forma contínua e sequencial.

É um curso que tem uma forte componente prática em oficina / laboratório próprio do INEPI, sendo que esta componente ocupa cerca de ¼ da carga horária total do curso.

Algumas destas unidades pedagógicas correspondem a Unidades de Formação de Curta Duração (UFCD) do Catálogo Nacional de Qualificações (CNQ) (ver explicação mais abaixo no item referente a Certificações).

O curso é composto pelas seguintes UFCD:

1264 – Centrais de climatização – montagem e reparação
1262 – Aparelhos de climatização – instalação e reparação
1250 – Reparação e montagem em frigoríficos, congeladores e desumidificadores
1252 – Instalações Frigoríficas – Componentes Mecânicos

Perfil de Competência

No final desta formação o formando estará apto a executar um estudo de climatização, ventilação e refrigeração de um espaço, elaborando as respectivas cargas térmicas, traçando condutas, seleccionando equipamento, utilizando meios manuais ou informáticos, fazendo a escolha dos equipamentos a aplicar, sabendo seleccionar os fornecedores em função das especificações dos produtos a aplicar.

O formando estará igualmente apto a executar intervenções ao nível de montagem e manutenção deste tipo de sistemas, ao nível de equipamentos domésticos e de pequena / média dimensão.

 

Saídas Profissionais

No final do curso, os formandos poderão ingressar em empresas instaladoras da área, empresas distribuidoras ou /e importadoras de equipamento, empresas de assistência e manutenção, e em sectores de manutenção de grandes empresas, etc. Poderão executar trabalhos por conta própria, como técnicos da área térmica especialmente preparados para climatização e refrigeração.

O INEPI tem uma estrutura própria para angariação de estágios (ou emprego) para os formandos, junto de empresas suas clientes, ou outras, sendo que com algumas tem protocolos específicos para esse efeito.

Sempre que possível mas sem que tal o seja um compromisso efectivo (pois tal depende da disponibilidade das empresas), o INEPI propiciará a frequência de estágio aos seus formandos.

Certificações

No final do curso o formando terá direito a um certificado de formação profissional, nos termos da legislação em vigor.

O curso não confere grau académico.

Este curso integra ainda as seguintes Unidades de Formação de Curta Duração (UFCD), constantes no Catálogo Nacional de Qualificações (CNQ).

Não obstante o reconhecimento destas unidades não ser directo, os formandos que mais tarde, ao longo da sua vida profissional, pretendam eventualmente vir a obter a qualificação de Técnico de Técnico de Refrigeração e Climatização, conforme o referencial do CNQ, poderão obter o reconhecimento destas UFCD por via de um processo de RVCC (Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências), a efectuar por um Centro Qualifica, não necessitando de frequentar novamente estas UFCD (para mais informação, consultar o Catálogo Nacional de Qualificações no site www.anq.gov.pt).

Apesar de, para o exercício da profissão, não ser obrigatória a qualificação acima referida, ela poderá ser uma valência curricular interessante para o profissional de climatização e refrigeração.

Metodologia Pedagógica

O curso adopta uma metodologia expositiva, na sua componente teórica, mas inclui também uma forte componente prática, através do desenvolvimento de trabalhos em laboratório / oficina.

A componente prática assume-se como um elemento crucial deste curso, e representará cerca de ¼ da carga horária total do curso.

Meios e Recursos Didáticos

Os principais meios didácticos a utilizar na componente de formação teórica serão os meios audiovisuais e documentação de apoio ao curso.

Na componente prática, a formação decorrerá em laboratório / oficina própria do INEPI, com recurso aos equipamentos e materiais necessários à execução dos trabalhos práticos inerentes ao curso.

A aquisição de bibliografia eventualmente recomendada, ou de meios técnicos que o formando possa utilizar na sua vida profissional pós-curso, são da responsabilidade dos formandos.

Por norma, qualquer documentação fornecida pelo INEPI, para apoio à formação, é disponibilizada em formato digital. Se o formando a pretender na forma impressa (em papel), o custo desse serviço ser-lhe-á debitado.

 

Critérios de Avaliação

A avaliação tem por base por base 5 vectores referenciais que são:

•    Assiduidade
•    Participação
•    Exercícios realizados
•    Testes
•    Trabalhos práticos

A escala de avaliação utilizada é de 0 a 20

Condições do Curso

A duração do curso é de 200 horas (aproximadamente 10 meses de duração efectiva de curso), divididas em 150 horas de formação teórica e 50 horas de formação prática em oficina / laboratório.

As condições quanto a horários disponíveis, preços e condições de pagamento são as que, à data, constarem da tabela de condições dos cursos, do INEPI. Esta informação é fornecida directamente pela Secretaria.

As condições contratuais são as constantes no Regulamento Interno do INEPI (disponível na Secretaria do INEPI e no site www.inepi.pt).

Versão do Referencial: V.8